Geocaching@Madeira

O blog sobre o Geocaching Madeirense

Viewpoint

Um miradouro à distância de um clique e com vista para toda a ilha.

English2Go

Um blog sobre a Língua Inglesa, a Educação e sugestões de ferramentas!

AEO - Apoio Escolar Online

O AEO visa prestar apoio escolar a todos os alunos da RAM que frequentam o 3ºciclo e secundário.

TUMa - Tuna Universitária da Madeira

Visita a nossa página no Facebook e segue as nossas novidades!

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Lifestyle

De quantas pessoas escravizadas depende o teu estilo de vida? 

Imagem para refletir sobre nós, o outro e o mundo que queremos construir. 



Autor: Daniel Garcia Art


To Do List


Talk to people next to you. Say hello and good bye. Say thank you and smile to the waiter or waitress or uber driver or bus driver. To the clerk, to whoever you have to exchange words with during the day.. grab a real book. Smell the paper. Feel the texture. Listen to the noise of pages being turned. Carry it around with you or comics.

Take care of a plant and a pet. Take a dog to walk outside instead of taking a video of it sleeping. Lay on the grass and watch the sky. The leaves. Feel the air. Watch the rain fall instead of taking a picture of it. Do not take a selfie in at least one week. Do not watch the news. Go help someone with something instead like going to the grocery store for someone, get them their meds or help them clean up or go for a ride with a friend you have not seen in a while.

Program quick lunches with pals who might be in the area at the moment. My brother does that: "who's in town near X right now? Let's get a coffee" and then two or three get together even if his friends haven't met between them before. They have my brother in common. And they make new friends. Sit to wstch people while you have lunch or dinner outside. Dare yourself to not touch FB, Snapchat, Whatsapp, IG for a whole day or more and just call people on the phone. No texting.

Draw. Even if you don't know how to. Look for real groups to do stuff you like llike biking, bicycling, skating (even if your older than 50, fuck that, do what you like), gardening, hiking, running, swimming, bird watching, crafting, cosplaying, get to learn something you have never done before like knitting, cooking special exotic meals, wood work, painting, star gazing, singing, get in a choir, learn to play an instrument and do not stop. Form a band, stay away from the  if you do have a band. Play only locally and record your own stuff. Stay away from record deals. Do it for fun and passion. Not fame and glory. Entertain. Experiment. Don't get swallowed by Hollywood. Stay away fron Hollywood.

Go watch a movie alone or with friends. Have lots of sweet sex. Play board games or videogames but always for two or more. Sing out loud in the shower. Feed doves. Help homeless people. Visit elderly people's shelters and listen to their stories. Help a neighbor fix his roof or wash your car with your kids and play with water. Pillow fighting. Organize water balloon fights or Nerf battles with friends at a park. Paint ball wars. Learn a martial art. Learn Yoga even if it's trending and over rated. Yoga and Tai Chi is always good no matter if it's popular or not. Lose weight, gain weight, exercise, eat right.

Stop drug abuse, get clean. Find someone, leave that abusive person or quit that sick relationship and move on. Meet new people but do it right. No cheating even if he or she cheats on you already. You do it right. Save that relationship. Save that marriage or move on.

Have you ever make a kite fly before? Make love using candle lights. Last longer. Kiss longer. Hug longer. Try new positions, different places. Try that icecream flavor you always ignore, try a new drink. Save money and go travel to another country. Go backpacking across the country and offer to work on anything in exchange for a bed and a meal. Do the lawn. Plant flowers and trees.

Be friends with that foreign person. Talk to that white girl, to that black guy, to that asian kid, to the russian lady, to that veteran, to that rasta man, to the latina clerk or teacher or secretary or mom or gym instructor or executive, to the middle eastern couple, that gay couple.Talk to them. Smile. Shake hands. Help those spanish or mexican or french or german tourists. Offer help, directions, learn from them.

Learn to dance. Get in a plastic pool on summer if you don't have a real pool. Have fun. Sun glasses, a drink, sunblock, a hat, get your ass in that kid's pool with your dog and relax. Invite friends. Fill your house with balloons for the fuck of it.

Organize a Garage Sell. Clean your car. Rearrange your bed room. Throw old stuff. Clean those collectables, toys and figures. Throw those old shoes or give them to a homeless person. Fix your home. Bake bread. Quit that stupid job and do something different for once. Deliver pizzas, be the postman, teach people what you know. Work at a gas station. Be a clerk, be a bartender, be a waitress, make bread and sell it, work at a coffee place, selling surf boards, be a school bus driver, be a tourist bus driver, do something that makes you deal with people in person.

These jobs wont pay much but it's a good job and there is nothi g shameful about these jobs at all. It's reality. Work on something that is helpful or brings joy to people somehow. Work at an amusement park or Haunted house. Look them in the eyes. Shake hands and smile. Connect. Charity work once a week. Visit cancer patients.

Respect even if you are not respected. Say thanks even if they don't thank you. Say good morning and amile even if they don't answer back. Be here and now. Be alive. Breathe. Love. Hug. Talk. Help people get in touch again. Don't be lazy. Help that depressed friend. Be useful. Be good company. Be kind. Be warm. Wake up!


By Irina Vargas

Are You Lost in The World Like Me? - Moby and Steve Cutts Video

The official video for Are You Lost In The World Like Me? 



Taken from These Systems Are Failing- the debut album from Moby & The Void Pacific Choir

  Animation by Steve Cutts

In The Fall - Steve Cutts Video


In The Fall 



A short hand-drawn animation created in Adobe Flash and After Effects about one mans reflection on his life.



Music by Guided by Voices
https://www.facebook.com/SteveCuttsArt
https://twitter.com/Steve_Cutts
http://www.stevecutts.com/

MAN - Steve Cutts Video


MAN


Animation created in Flash and After Effects looking at mans relationship with the natural world.


Music: In the Hall of the Mountain King by Edvard Grieg.
"Hall of the Mountain King" Kevin MacLeod (incompetech.com) 
https://www.facebook.com/SteveCuttsArt
https://twitter.com/Steve_Cutts
http://www.stevecutts.com

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

10 Estratégias de Manipulação em Massa utilizadas diariamente contra a população


Noam Chomsky é um linguista, filósofo, cientista cognitivo, comentarista e ativista político norte-americano, reverenciado em âmbito académico como “o pai da linguística moderna“, também é uma das mais renomadas figuras no campo da filosofia analítica.(Fonte)"Em um estado totalitário não se importa com o que as pessoas pensam, desde que o governo possa controlá-lo pela força usando cassetetes. Mas quando você não pode controlar as pessoas pela força, você tem que controlar o que as pessoas pensam, e a maneira típica de fazer isso é através da propaganda (fabricação de consentimento, criação de ilusões necessárias), marginalizando o público em geral ou reduzindo-a a alguma forma de apatia" (Chomsky, N., 1993)

Inspirado nas idéias de Noam Chomsky, o francês Sylvain Timsit elaborou a lista das “10 estratégias mais comuns de manipulação em massa através dos meios de comunicação de massa“

Sylvain Timsit elenca estratégias utilizadas diariamente há dezenas de anos para manobrar massas, criar um senso comum e conseguir fazer a população agir conforme interesses de uma pequena elite mundial.

Qualquer semelhança com a situação atual de Portugal não é mera coincidência, os grandes meios de comunicação sempre estiveram alinhados com essas elites e praticam incansavelmente várias dessas estratégias para manipular diariamente as massas, até chegar um momento que você realmente crê que o pensamento é seu.


1. A estratégia da Distração

O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração, que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e económicas, mediante a técnica do dilúvio, ou inundação de contínuas distrações e de informações insignificantes.

A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir o público de interessar-se por conhecimentos essenciais, nas áreas da ciência, economia, psicologia, neurobiologia e cibernética.

“Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais“

2. Criar problemas e depois oferecer soluções

Este método também é chamado “problema-reação-solução“. Se cria um problema, uma “situação” prevista para causar certa reação no público, a fim de que este seja o mandante das medidas que se deseja aceitar.

Por exemplo: Deixar que se desenvolva ou que se intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o mandante de leis de segurança e políticas desfavoráveis à liberdade.

Ou também: Criar uma crise económica para fazer aceitar como um mal necessário o retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços públicos. (qualquer semelhança com a atual situação do Brasil não é mera coincidência).

3. A estratégia da gradualidade

Para fazer que se aceite uma medida inaceitável, basta aplicá-la gradualmente, a conta-gotas, por anos consecutivos. Foi dessa maneira que condições socioeconómicas radicalmente novas, neoliberalismo por exemplo, foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990. Estratégia também utilizada por Hitler e por vários líderes comunistas. E comumente utilizada pelas grandes meios de comunicação.

4. A estratégia de diferir

Outra maneira de se fazer aceitar uma decisão impopular é a de apresentá-la como “dolorosa e necessária“, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura.

É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente.

Depois, porque o público, a massa, tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “amanhã tudo irá melhorar” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isto dá mais tempo ao público para acostumar-se à ideia da mudança e aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

5. Dirigir-se ao público como crianças

A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entoação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse uma criança de pouca idade ou um deficiente mental.

Quanto mais se tenta enganar ao espectador, mais se tende a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Se alguém se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestionabilidade, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como as de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade.”

6. Utilizar o aspecto emocional muito mais do que a reflexão

Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e finalmente no sentido crítico dos indivíduos.

Por outro lado, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou injetar ideias, desejos, medos e temores, compulsões ou induzir comportamentos.


7. Manter o público na ignorância e na mediocridade

Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão.

“A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores e as classes sociais superiores seja e permaneça impossível de ser revertida por estas classes mais baixas.

8. Estimular o público a ser complacente com a mediocridade

Promover ao público a crer que é moda o ato de ser estúpido, vulgar e inculto.

9. Reforçar a auto-culpabilidade

Fazer com que o indivíduo acredite que somente ele é culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, suas capacidades, ou de seus esforços.

Assim, no lugar de se rebelar contra o sistema econômico, o indivíduo se auto desvaloriza e se culpa, o que gera um estado depressivo, cujo um dos efeitos é a inibição de sua ação. E, sem ação, não há questionamento!

10. Conhecer aos indivíduos melhor do que eles mesmos se conhecem

No transcurso dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência têm gerado uma crescente brecha entre os conhecimentos do público e aqueles possuídos e utilizados pelas elites dominantes.

Graças à biologia, a neurobiologia a psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado sobre a psique do ser humano, tanto em sua forma física como psicologicamente.

O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos, maior que o dos indivíduos sobre si mesmos.



Fonte: http://yogui.co

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Vida Adulta

A SUA VIDA ADULTA RESUMIDA EM 15 ILUSTRAÇÕES

A Vida adulta é complicada, nós compreendemos. Você tem que lavar roupa, cozinhar o jantar, juntar dinheiro para comprar uma casa ou apenas pagar o aluguer no seu mini apartamento.

O Escritor Chaz Hutton criou uma brilhante série de ilustrações simples em notas auto-adesivas para ilustrar as sombrias realidades do quotidiano da vida adulta. Usando figuras simples e gráficos hilariantes, ele torna as nossas queixas e pequenos prazeres em algo muito real.